ASA-facebook

Nayron Sousa Russo

Sócio à frente unidade de São Paulo, com atuação especializada em Controle pelos Tribunais de Contas, Concessões, Gestão de contratos e assessoria jurídica em licitações públicas, PPPs, RDCs e Ações de Improbidade Administrativa.

O advogado Nayron possui Graduação em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2006, MBA em Gerenciamento de Projetos pelo IBMEC e Especialização em Direito Penal e Compliance pelo Instituto de Direito Penal Econômico e Europeu (Idpee).  

Iniciou sua atividade como advogado no escritório Aroeira Salles em 2006, onde desenvolveu amplo conhecimento na área de engenharia de custos, atuando, com sucesso, na assessoria jurídica a diversos empreendimentos públicos e privados, em especial nos setores de infraestrutura, energia, petróleo, gás e projetos na área nuclear. Nayron realizou  defesas importantes nos órgãos de controle – especialmente no Tribunal de Contas da União – de projetos essenciais para o país, tais como refinarias de petróleo, metrôs, estádios de futebol, aeroportos, projetos hídricos e construção das mais relevantes rodovias do país.

Em 2010 se tornou sócio do escritório e entre os anos de 2010 a 2012 foi coordenador da área de controle pelos Tribunais de Contas. Ao longo de sua trajetória, ampliou sua atuação jurídica que hoje inclui gestão legal de contratos de infraestrutura complexos, inclusive de Concessões; defesa dos interesses dos clientes em ações penais e de improbidade administrativa; assessoria jurídica em licitações públicas, PPPs e RDCs; ingresso de ações para a revisão judicial de condenações em TCEs, além de defesas nos órgãos de controle – especialmente  no TCU.

Em 2017, Nayron se mudou para São Paulo para liderar a equipe do Aroeira Salles responsável pela implantação da unidade paulista.   

Perante o TCU, obteve inúmeros êxitos aos clientes, como a demonstração de regularidade do preço para a construção de uma complexa hidrelétrica, afastando indícios de prejuízos ao erário que somariam hoje mais de R$ 375 milhões; a aprovação da repactuação de contrato para implantação de usina termonuclear com valor acordado de mais de R$ 1,2 bilhão; o afastamento de indícios de irregularidades de sobrepreço de dezenas de milhões em construção de rodovias, ferrovias, obras de saneamento e edificações complexas.

O sócio é membro fundador do IBDCAP – Instituto Brasileiro de Direito e Controle da Administração Pública  e integrou a Comissão de Estudo Especial para elaboração da norma sobre “Orçamentos e Formação de Preços de Empreendimentos de Infraestrutura e Edificações – ABNT/CEE-162.”. Integra atualmente os Comitês de Aeroportos, Rodovias, Mobilidade Urbana, Recursos Hídricos e Saneamento Básico e Petróleo e Gás Natural da ABDIB (Associação Brasileira da infraestrutura e Indústrias de Base).

Em 2014 recebeu do IBEC – Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos a homenagem “Destaque do Ano” por sua contribuição para o desenvolvimento da engenharia de custos e construção de um Brasil melhor. Também já palestrou sobre Aspectos Jurídicos do BDI em workshops promovidos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte.